1.06.2003

Só por hoje, eu queria ser um cisne.

Um cisne negro, placidamente pousado em águas límpidas, recebendo um pequeno brilho do sol, que vem através das nuvens.

Olhar minha imagem refletida no espelho d´água e sorrir com os olhos.

E permanecer ali, imóvel, deixando que a brisa movimente as águas calmamente, me levando para qualquer lugar...

Em raros momentos, abrir as asas, para sentir o vento por entre as penas, celebrando a liberdade de existir.

Só por hoje.

Sem comentários:

Publicar um comentário